Início » Revista do Ibirapuera » História e Cultura » Uma criança embriagada de… verde, ar e luz!