Início » Revista do Ibirapuera » História e Cultura » Uma árvore pode ser considerada “escultura”?