Início » Corrida no Ibirapuera » Percursos e Caminhos

Percursos e Caminhos

por Redação

A Volta do Lago

A Volta do Lago é o caminho mais utilizado no parque. Toda sua extensão é de asfalto e praticamente todo plano. Este percurso tem aproximadamente 3 quilômetros. Permite a realização de qualquer tipo de treino e para todos os níveis de praticantes. Fica bem congestionado durante os horários “nobres” pela manhã (entre 7h00 e 8h00) e à noite, principalmente em dias com clima mais quente. Nos finais de semana o percurso costuma ficar bem “congestionado”.

Volta do Lago. Percurso de asfalto no Parque Ibirapuera. Aprox. 3km.

Volta do Lago. Percurso de asfalto no Parque Ibirapuera. Aprox. 3km.

A Pista de Cooper

A Pista de Cooper é uma trilha com terra batida e pedriscos, muito arborizada e terreno totalmente plano. A volta tem 1200 metros, mas se você fizer uma alça dentro da própria pista, pode aumentar 300 metros. A marcação das distâncias acontece a cada 100 metros. É uma área interessante para “aumentar” treinos mais longos ou então para os iniciantes. Não é recomendada para treinos intensos, pois apresenta grande número de curvas, o que exige bastante das articulações.

Pista de Cooper no Parque Ibirapuera. Percurso de terra, 1.2km. Foto Joannis Moudatsos

Pista de Cooper no Parque Ibirapuera. Percurso de terra, 1.2km. Foto Joannis Moudatsos

A Volta da Grade

Volta da Grade ou Volta da Cerca é ótima para treinos. É comum ter pessoas caminhando, correndo devagar ou fazendo treinos mais intensos. Há inclusive praticantes de mountain bike nesta trilha, o que segundo o regulamento do parque não é permitido.

Volta da Grade. Percurso de terra batida no Parque Ibirapuera. Aprox. 6km. Foto: Marcelo Stapafora

Volta da Grade. Percurso de terra batida no Parque Ibirapuera. Aprox. 6km. Foto: Marcelo Stapafora

A volta é um caminho de aproximadamente 6 quilômetros, que percorre toda a periferia do parque, beirando sua cerca. Quase toda a superfície é composta por terra batida e grama, mas tem trechos de asfalto. Para quem nunca passeou por esta trilha é melhor começar com uma volta correndo devagar ou então caminhando para contemplar a diversidade do parque e conhecer melhor o piso.

A Volta da Grade não é recomendada para treinos intensos, exceto para os corredores veteranos, pois o risco de sofrer uma entorse de tornozelo ou tropeçar é grande. Os trechos apresentam subidas e descidas leves, mas boa parte é plana.

Praça da Paz

A Praça da Paz é um gramado bonito e pouco explorado nos treinos. A Praça forma um grande “quadrado”, com aproximadamente 1 quilômetro de extensão, plano. A superfície é de grama baixa com atmosfera relaxante. Pouca gente explora este espaço. Recomendada para treinos leves e caminhadas ou para “aumentar” os treinos longos.

Praça da Paz. Foto Hubner.

Praça da Paz. Foto Hubner.

Treino de Subidas

Faltam trechos de subidas no parque para treinos de subidas. Os aclives são uma parte importante do treinamento de corredores intermediários e avançados e ajudam a complementar o condicionamento físico. O Ibirapuera tem apenas duas áreas que servem este propósito.

Treino na subida da Bienal.

Treino na subida da Bienal.

Subida das rampas da Bienal – São três subidas de 10 metros, íngremes, que ficam na entrada da Bienal. É muito utilizada e indicada por corredores leves e em boa condição física, pois são íngremes e com superfície de concreto duro;

Subida da Volta do Lago – É uma subida média em curva, no sentido anti-horário, de aproximadamente 40 metros, em asfalto. É boa para corredores de nível intermediário e avançado, e serve para “sprints” para melhorar a força e resistência muscular.